4 pontos importantes na gestão de clínica veterinária.

Gestão de clínica veterinária: 4 pontos que merecem atenção

Fluxo de caixa, boas práticas no atendimento ao cliente e controle de estoque. A gestão de clínica veterinária segue os requisitos básicos comuns à administração de qualquer empresa. E todos eles devem contar com a atenção do gestor para que exista uma rotina saudável na condução do negócio.

No entanto, o diferencial do setor, além do bom trato aos animais no tratamento de doenças e procedimentos veterinários, está na preocupação com meio ambiente e saúde humana na hora de realizar o descarte correto dos resíduos gerados. Quer saber mais como isso se aplica às clínicas veterinárias? É só continuar a leitura do artigo.

Você pode se interessar por:

– Alvará sanitário: entenda a importância do documento para o funcionamento do seu negócio

Gestão de clínica veterinária: 4 pontos para dar atenção

Alguns aspectos são de suma importância para administrar bem um negócio. Vamos dar uma pincelada em cada um deles trazendo alguns exemplos de boas práticas.

  1. Bom atendimento

É sempre válido enfatizar que este é um ponto que certamente faz a diferença entre um estabelecimento e outro. Mesmo em esferas públicas prezar pelo bom atendimento é algo a ser feito para oferecer um serviço de qualidade e fidelizar o cliente.

Combinar a empatia com agilidade e eficiência requer treinamento da equipe para saber recepcionar e solucionar problemas no dia a dia e estabelecer vínculos reais com os clientes. Os cursos de liderança, de comunicação interpessoal e como falar em público estão aí para ajudar você na gestão do seu negócio, independente do segmento de mercado.

  1. Fluxo de caixa

Essencial para a saúde financeira de qualquer empreendimento, ter um fluxo de caixa controlado e planejado é, sem dúvida, a melhor decisão. Assim, imprevistos financeiros podem ser geridos com clareza e certeza.

Faça esse acompanhamento diariamente. Apenas sabendo exatamente as receitas e despesas é possível ter um panorama real das finanças. Uma boa dica para te auxiliar com isso é ter no papel os seguintes itens custos:

  • energia elétrica;
  • consumo de água;
  • aquisição de materiais terceirizados;
  • equipe de trabalho;
  • internet, TV e telefone;
  • manutenção/aluguel de equipamentos;
  • outros gastos gerais.

Só assim é possível tomar decisões acertadas que envolvem redução de custo e investimentos em geral.

  1. Controle de estoque

A falta de controle no estoque traz transtornos na gestão de clínica veterinária. Problemas como excesso ou escassez de materiais podem ser minimizados ou mesmo eliminados se as etapas seguintes forem seguidas com disciplina:

  • Inventários regulares: primeiro passo para um estoque eficiente;
  • Controle de entrada e saída em tempo real;
  • Prioridade de uso por data de validade;
  • Planejamento de compras;
  • Cadastro atualizado de fornecedores;
  • Organização do espaço físico.
  1. Exigências da legislação nacional

O Plano de Gerenciamento de Resíduos de Serviços de Saúde – PGRSS é fundamental para regularizar as atividades referentes à saúde, humanas e animais também.

Com um PGRSS bem elaborado, a gestão de clínica veterinária consegue planejar e executar seus procedimentos com o mínimo de risco possível aos animais, às pessoas e ao meio ambiente enquanto passa pelas etapas de manejo (segregação, armazenamento, transporte e destinação final).

Isso porque os atendimentos aos animais geram resíduos dos grupos de:

  • Agentes biológicos;
  • Substâncias químicas;
  • Rejeitos radioativos;
  • Resíduos comuns; e
  • Materiais e utensílios perfurocortantes.

Então cada grupo desse precisa receber uma rotina específica de tratamento para neutralizar o nível nocivo. Isso porque alguns vírus podem mutar e pular das espécies silvestres ou domésticas para a humana e com isso ter o grande risco de desenvolver doenças novas, ameaçando o bem-estar  coletivo.

É um assunto bem documentado na literatura e há exemplos na atualidade das consequências. Portanto, não descuide do PGRSS e lembre-se de renová-lo com a empresa de sua confiança.

 

Gostou do conteúdo? Em nosso artigo você pode entender que 4 pontos são essenciais no que diz respeito à gestão de clínica veterinária e todos eles merecem atenção especial para a boa saúde do negócio. Agora que você já sabe quais são e porque ter um PGRSS eficiente é importante, recomendamos a leitura de um artigo que tem tudo a ver com esse tema, confira:

– Resíduos de serviços de saúde veterinária: 3 dicas para diminuir a geração

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>